Desafio Maker: criatividade e mão na massa em projetos que unem alunos, escola e família

Você já conhece o propósito do Nave à Vela de levar inovação para dentro das escolas de todo o Brasil, certo? Sim, por meio da nossa metodologia baseada na cultura maker, queremos estimular nos alunos o desenvolvimento de competências como a criatividade, a colaboração e a autonomia.

Para engajar também as famílias nesta jornada e mostrar de forma prática o que é a cultura maker e quais benefícios ela traz aos alunos quando inserida no ambiente escolar, em 2021 realizamos, junto com nossas escolas parceiras, o “Desafio Maker”. 

O projeto contou com atividades maker voltadas a segmentos específicos, desenvolvidas de forma a incentivar tanto os alunos como seus familiares a colocarem a mão na massa. 

“Logo que lançamos o desafio, tanto os alunos como seus pais se envolveram. O retorno foi tão surpreendente que divulgamos em nossas redes sociais e realizamos uma live para anunciar os vencedores. Isso foi muito importante pois temos a meta de valorizar esses momentos em família”, conta Carla Lobato, educadora do Colégio Dinâmico.

 

As atividades propostas

Para que pudessem ser realizadas com materiais encontrados em casa, que tivessem um baixo nível de complexidade (permitindo que o aluno conseguisse executá-las, mesmo sem a ajuda da família) e também estimulassem a criatividade, o Desafio Maker contou com atividades direcionadas para cada fase escolar de acordo com as habilidades e competências desenvolvidas em cada uma delas:

 

Para os Anos Iniciais

Labirinto: o desafio foi a construção de um percurso para que a bolinha de gude fosse do ponto A ao ponto B apenas com os movimentos das mãos, desviando dos obstáculos durante o caminho. Tanto a construção do jogo quanto o projeto pronto permitia que a criança brincasse e interagisse com a família.

Música Maker: Outro projeto que estimulou bastante a criatividade dos alunos foi a construção de um instrumento musical e a composição da própria música, por meio de uma ferramenta digital. O mais legal é que o aluno pode compartilhar sua música com os colegas.

 

Para os Anos Finais e Ensino Médio

Stop Motion: outro projeto muito interessante foi a produção de um vídeo de 15 segundos utilizando esta técnica de animação com temática livre ou relacionada a algum projeto da escola. 

Impressão 3D: para os alunos mais grandinhos, o desafio foi a modelagem de um objeto para casa ou que estivesse relacionado a algum tema proposto pela escola, usando o Tinkercard, um software para modelagem 3D.

 

Engajar, construir e divertir

Disponibilizamos uma página para acesso aos vídeos com instruções que tornaram as atividades ainda mais lúdicas. E não paramos por aí! Pensando em estimular a participação dos alunos e de suas famílias no Desafio Maker, enviamos para as escolas parceiras brindes relacionados ao universo mão na massa, focados em cada faixa etária. Além de cartelas de adesivos e paper toys dos personagens NAV, enviados para todos os segmentos, os anos iniciais receberam quebra-cabeças 3D, onde os alunos tiveram a oportunidade de montar um aviãozinho com peças em MDF, além de carrinhos educacionais que se movimentam por meio da energia solar. Para os anos finais foram disponibilizados os kits de Scopabits Pocket (componentes eletrônicos básicos) e amplificadores de som em MDF.

“A escolha dos brindes foi perfeita, os alunos e professores adoraram. Aqueles que não participaram do Desafio Maker se arrependeram ao ver os kits dos colegas”, conta Rafaela do Carmo Bassi, educadora da Escola Apogeu, em Juiz de Fora (MG).

 

Liberdade para cocriar

O projeto Desafio Maker contou com o apoio, suporte, material, orientação e estrutura do Nave à Vela, mas permitiu que cada escola participante tivesse a liberdade para customizá-lo de acordo com suas necessidades e objetivos. 

O colégio “Conexão Aquarela”, por exemplo, incrementou o desafio para torná-lo ainda mais atrativo para os alunos e famílias. “Criamos um concurso para que os próprios alunos pudessem escolher o ganhador. Fizemos um evento, postamos no Instagram e em agosto, aproveitando o Dia dos Pais, criamos a live “Faça você mesmo com seu pai”, na qual pais e filhos construíram juntos um quadro com alfinetes para fixar fotografias. Além disso, sorteamos 6 famílias de cada segmento para fazerem uma aula maker na escola. Foi uma experiência ótima, alcançamos uma grande adesão dos pais. O feedback dos pais foi incrível, muitos disseram que através de atividades como essa eles percebiam que seus filhos estavam se tornando mais autônomos, criativos, desenvolvendo habilidades que vão além do dia a dia da sala de aula e servem para a vida”, conta Victor Monteiro, educador do colégio. 

Viu quantos resultados incríveis o Desafio Maker proporcionou? Então, fique de olho, porque em 2022 teremos mais novidades imperdíveis e atividades exclusivas para engajar os alunos e suas famílias e trazer mais visibilidade para o projeto maker na sua escola.

O que achou?

comentários