7 dicas para deixar as aulas online mais participativas

Os modelos de aprendizagem escolar vêm sendo reinventados para se adaptar às diversas mudanças que têm acontecido no mundo. No contexto atual de isolamento social, isso se intensificou. Afinal, com as escolas fechadas, as aulas online aumentaram.

Nessa nova rotina, tornou-se bem mais comum a preocupação do professor com o engajamento do aluno. Como torná-lo mais interessado no conteúdo das aulas? Esse tem sido um questionamento cada vez mais frequente. 

A boa notícia é que há diversas ferramentas que permitem uma experiência melhor para os alunos. Pensando nisso, criamos este texto com dicas imperdíveis para os professores tornarem suas aulas online muito mais participativas. Vamos lá?

1- Use aplicativos de respostas em tempo real 

É interessante utilizar aplicativos que facilitam as aulas online e ainda criam uma ótima interação do professor com o aluno. Um bom exemplo é o Mentimeter, que possui vários tipos de aplicações e é muito fácil de mexer. 

Além dele, temos o Kahoot, que é bem eficaz nas aulas. Seus jogos de aprendizado são testes de múltipla escolha. Nesse aplicativo, você pode fazer perguntas sobre o que foi ensinado durante a aula e oferecer uma recompensa a quem ganhar.

O Meetoo, Voxvote e Plickers também são bons. Mas é sempre importante analisar a funcionalidade de cada aplicativo de acordo com a necessidade do professor.

2- Incentive debates entre os alunos

Uma boa ideia é separar os alunos em pequenos grupos para discutirem sobre um determinado assunto. Com suas opiniões formadas, abrir um debate para a sala toda expor seus argumentos é um ótimo momento de interação.

Essa atividade estimula bastante o aluno a respeitar e trabalhar com diferentes pontos de vista, além de desenvolver a escuta ativa. Ela também fortalece a prática da argumentação e permite que os alunos aprendam a viver melhor em sociedade.

Por isso, o debate é muito bom para o desenvolvimento do aluno. Mas não é só isso. Essa atividade o ajuda a entender melhor o conteúdo. Afinal, para formar sua opinião e defendê-la, o aluno precisa prestar atenção na aula e pesquisar mais sobre o assunto.

3- Foque no momento mão na massa

A aula teórica é muito importante, mas é na aula prática que o aluno consegue inserir o conteúdo na sua realidade, passando a engajar muito mais com o que foi ensinado. Nas aulas online, a atividade prática também é fundamental.

O professor pode dividir o tempo de sua aula entre prática e teórica. Quando o aluno passa a vivenciar uma experiência, praticando o que foi passado, ele começa a ver com outros olhos o conteúdo.

A aula prática pode ser de diferentes formas, mas precisa estar relacionada à teoria dada em aula. O importante é estimular a criatividade dos alunos. Assim, o conhecimento deles fica mais expandido.

4- Forneça diferentes opções de atividades

É importante que o aluno tenha a opção de escolher que atividade prefere fazer. Tendo essa liberdade, ele se sente mais entusiasmado e ainda desenvolve sua autonomia.

Quando ele faz uma atividade que julga interessante, acaba participando mais das aulas online. Além disso, passa a valorizar cada aula, sentindo-se mais à vontade para expor as suas experiências.

Ou seja: dar opções de escolha para os alunos faz com que eles fiquem mais engajados. Com isso, o professor passa também a conhecer cada um deles em cada atividade feita. 

5- Não se esqueça de contextualizar

O professor deve contextualizar o que foi ensinado com situações da realidade dos estudantes, que é diferente de uma para outra. Dessa forma, facilita bastante o entendimento de cada um.

Uma boa forma de fazer isso é incentivar as atividades práticas. Elas são essenciais para a compreensão do conteúdo teórico e aponta mais facilmente onde, quando e para que os alunos vão utilizar o que aprendem diariamente em aula.

Quando colocamos em prática o que aprendemos, em um contexto adequado, as aulas e a aprendizagem de cada aluno fluem de maneira mais simples e espontânea.

6- Indique atividades extracurriculares nas aulas online

Há muitos recursos do nosso cotidiano que podem ser utilizados para que os alunos engajem mais. Assim, eles têm mais incentivo para entender sobre o assunto que foi passado na aula.

Indicar livros, revistas, filmes, séries, músicas, programas de TV, viagens, sites, aplicativos e outras ferramentas faz com que aquela matéria aprendida seja vista de forma divertida e inovadora.

Com essa cultura extracurricular, os alunos passam a ter mais interesse, além de se identificarem melhor com a matéria.

7- Esteja aberto a feedbacks

É comum os alunos receberem feedback do professor com relação às atividades realizadas. Mas quando falamos de aulas online, é importante também lembrar do feedback dos alunos para o professor.

Ao abrir espaço para um feedback dos alunos, o professor mostra que a opinião deles importa. Com isso, ele não só se aproxima dos estudantes, mas também acaba criando uma relação de respeito mútua entre eles.

Além disso, acreditamos que o conhecimento é uma troca. Quando o professor recebe este feedback, consegue saber o que precisa mudar para deixar as suas aulas online muito mais participativas. 

Conte com a gente para melhorar as suas aulas online!

Nós, do Nave à Vela, desenvolvemos uma plataforma online com atividades maker, o NAV Digital, para ser utilizada por alunos do 1º ao 9º ano. As aulas práticas da plataforma podem ser feitas com materiais fáceis de serem encontrados em casa.

Este projeto foca em fazer os alunos desenvolverem mais autonomia, protagonismo, criatividade, empatia e um olhar inovador. Com desafios práticos e divertidos nas aulas online, o aluno se sente muito mais incentivado a participar. 

Se você deseja trazer seus alunos mais para perto, inovar as atividades e deixar as suas aulas online mais interessantes, fala com a gente. Vamos construir juntos o caminho para uma educação mais significativa! Vem você também pro NAV Digital!

 

comentários